29/07/2014

0

MÃE DE DOIS

Sempre disse ao meu marido, mesmo na época de namoro que queria ter dois filhos. Quando engravidei do João continuava afirmando: quero ser mãe de dois srsrsrs. 

Após o nascimento do João, essa vontade deu uma leve diminuída, após a primeira gripe em conjunto com virose e rotavírus na sequencia, não queria mais saber do segundo filho. Pra mim seria só o João Pedro e ponto final. 

Um dia, não me lembro mais o porquê eu e marido tocamos nesse assunto de filho único e eu muito segura de mim tornei a bater o pé que não iríamos ter outro filho. Me lembro como se fosse hoje: o marido me olha com os olhos marejados dizendo que queria sim o segundo filho e que ele não se via sem os irmãos dele. 

Aquele olhar marejado me pegou de jeito de novo, então pensei: tudo bem vamos ter o segundo filho, mas vamos esperar mais um pouco. Ah detalhe! Inicialmente, pelo marido que morria de medo, nós nunca teríamos filhos...ele tinha medo do desconhecido. 

E eis então que veio a Ana Júlia e olha foi a melhor decisão que tivemos. É muito mais trabalhoso, muito mais dispendioso sim, porém é também muito mais gratificante, muito mais lindo, muito maravilhoso ver o amor de irmãos, e é isso que me faz ter a certeza todos os dias que tomamos a melhor decisão de nossas vidas quando decidimos ter o segundo filho. 
COMPANHEIRISMO
 AMIZADE
 AMOR
 CARINHO
 BRINCADEIRAS E BAGUNÇA
Hoje fico feliz do marido e eu termos mudado de ideia, tanto em relação ao primeiro filho quanto ao segundo e mais feliz ainda de poder proporcionar ao João Pedro e a Ana Júlia o amor de irmãos. 

Um super beijo, Lu.