11/04/2014

0

ROSÉOLA

Boa tarde mamães. Ano passado tomei um susto. O berçário onde a Ana Júlia fica me ligou dizendo que ela estava com febre e com o corpo todo empipocado, além disso ela havia começado com tosse forte e nariz escorrendo. Saí voando do serviço, no caminho tentei falar com a pediatra, mas só consegui falar com a secretária que disse não ter encaixe pra minha princesa, então a priori a solução foi seguir para o PA.

Chegamos lá e pra variar lotado. E minha pequena, na ocasião com 8 meses, ardendo em febre e a alergia no corpo só aumentando. Liguei novamente para a pediatra e fui insistindo com a secretária, mas sem sucesso. Finalmente, após uma hora de espera chegou a vez da Ana Júlia passar pela pediatra de plantão, ela deu uma olhada assim meio por cima e diagnosticou roséola, ã?, o que é isso?? nunca tinha ouvido falar. Saí do PA surtada, entrei em contato de novo com a secretária da pediatra e acredito que vendo meu desespero, ela se comoveu e disse-me para ir até o consultório, isso já passava das 20h.

Fiquei aliviada em saber que ela iria atender minha princesa, afinal de contas ela era a profissional que escolhi, que confio para cuidar dos meus pimpolhos. Quando ela examinou a Ana Júlia constatou que não era roséola, fiquei aliviada, ela havia tido uma alergia que poderia ser de alguma roupinha, sabonete, sabão em pó, enfim uma alergia a algum elemento estranho que teve contato com sua pele, e a tosse é o quadro alérgico mesmo de bronquite que ela tem, junto com a febre por estar com a imunidade baixa. A pediatra a medicou e uns três dias depois ela já estava boa, a alergia na pele no dia seguinte já não existia mais. Mas voltando a roséola, vocês sabem o que é? Já haviam ouvido falar?? Eu desconhecia até o ano passado, então vamos lá:



A roséola é causada por um vírus, o vírus do herpes humano tipo 6 (HVH-6) e 7 (HVH-7), e é transmitida pela saliva (pense em todos aqueles brinquedos que são mordidos por todas as crianças da escolinha). É difícil identificar onde ocorreu o contágio, porque a roséola é transmitida quando a erupção de pele ainda não apareceu (e portanto ela ainda não foi diagnosticada), e o período de incubação vai de 5 a 15 dias. Ela começa com uma febre bem alta, sem explicação, e atinge principalmente crianças entre 6 meses e 6 anos, predominando nas menores de 2 anos


Quais são os sintomas?

A roséola tem um padrão bem característico, de acordo com o esquema a seguir: 
  • febre alta, repentina e contínua, que fica entre 38,3 e 42,2 graus, durante três ou quatro dias, e que desaparece tão rápido como veio
  • além da febre, sintomas como nariz escorrendo, tosse, uma leve diarréia, falta de apetite e de energia
  • quando a febre vai embora, a pele começa a ficar manchada. A erupção costuma começar no tronco, e depois vai se espalhando na direção do pescoço e das extremidades, e desaparece em algumas horas ou em até três dias.

Qual é o tratamento?

Assim como nas outras infecções por vírus, não há tratamento contra a causa da doença, apenas para aliviar os sintomas. 

Na fase da febre, mantenha seu filho confortável, dando bastante líquido para evitar a desidratação. Administre antitérmicos se a febre estiver muito alta e a criança estiver claramente incomodada. Depois que a febre vai embora, a criança ainda pode ficar irritada e manhosa por alguns dias, portanto arme-se de paciência. Logo ela estará novinha em folha. 

FONTEhttp://brasil.babycenter.com/a2100150/ros%C3%A9ola-0-a-1-ano#ixzz2ybBuyU60

E vocês Mamães, já conheciam?? Os filhos de vocês já tiveram roséola??


Bjs, Lu